Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Evento resgata as lembranças do carnaval e cultura popular de Alagoas
20/02/2017 - 17h12m

Evento resgata as lembranças do carnaval e cultura popular de Alagoas

‘Chá de Memória’, organizado pelo Arquivo Público, é marco no processo de construção de identidade e pesquisa coletiva alagoana

Evento resgata as lembranças do carnaval e cultura popular de Alagoas

Programação do Chá de Memória abordou o tema Carnaval e a Cultura Popular no Estado(Fotos: Ascom /Gabinete Civil)

Texto de Maria Barreiros

Resgatar as lembranças, informações, pesquisas e documentos, por meio de um evento de aproximação com a população alagoana é o propósito do projeto ‘Chá de Memória’, organizado pelo Arquivo Público de Alagoas, por meio do Gabinete Civil. Nesta primeira edição de 2017, cerca de 150 pessoas prestigiaram o evento, na terça-feira (14), que abordou o tema ‘Carnaval e a Cultura Popular no Estado’.

 

Além das palestras com a participação dos professores Bruno César Cavalcante, Carmen Lúcia Dantas e Edberto Ticianeli, foi exibido o documentário ‘Pedro Tarzan’, do cineasta alagoano Pedro da Rocha, que estava presente no evento. As exposições de partituras de marchinhas antigas e fotografias de carnavais da décadas de 30 a 50 foram muito elogiadas e emocionaram o público.

 

Segundo a diretora do Arquivo Público de Alagoas (APA), Wilma Nóbrega, como principal órgão responsável pela guarda, conservação e disseminação da história administrativa de Alagoas, realizar eventos como o ‘Chá de Memória’ fortalece a missão de fomentar a pesquisa, além de ser um marco para o Estado.

 

“O ‘Chá de Memória’ é o marco de uma nova conduta de aproximação adotada pelo Arquivo Público, possibilitando uma relação mais direta com a comunidade alagoana. A população precisa ter uma ampla visão do processo histórico de construção da identidade e memória coletiva do nosso Estado”, afirmou a diretora do APA, Wilma Nóbrega.

 

O Arquivo Público tem uma postura acolhedora ao abrir as portas para uma nova fase de atividades, que estimula o uso do seu acervo como forma de reconhecimento à diversidade cultural existente.

Ações do documento